quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

O que são emoções e sentimentos?

Quando nos propomos a ascender em Consciência, as emoções e os sentimentos tendam a revelar-se como obstáculos de forte influência sobre nós.
O seu papel para com a Vida é de facto fundamental, pois na maioria das vezes, são eles o grande impulsionador na tomada de Consciência da Vida sobre a própria Vida.

A influência das emoções e dos sentimentos na vida de cada um é de natureza permanente e constante. A Vida é de certa forma feita por emoções e sentimentos. Somos muitas das vezes guiados por essas mesmas emoções, as nossas decisões no dia-a-dia são muitas das vezes tomadas em prol do que sentimos, quer seja um sentimento ou uma emoção.

Uma vez que as emoções e os sentimentos possuem a capacidade de nos influenciar nas tomadas de decisão, faz então todo o sentido que o discernimento e entendimento sobre a Natureza dos mesmos sejam realizados.

Tal feito só é possível através de uma tomada de Consciência e honestidade sobre o mesmo.

O que significa estarmos Conscientes das emoções ou sentimentos? Estar Consciente, significa estar Presente, que por sua vez significa constatar, contemplar, meditar, e Observar o momento Presente em causa.
Quando assim o fazemos a natureza das coisas são reveladas. Toda a emoção, todo o sentimento é Válido, é uma manifestação da Vida para com a Vida, tudo é uma manifestação da Vida para com a Vida.
Porém a emoção e o sentimento podem reverter a um passado, mesmo manifestado no presente momento. Muitas das vezes o sentimento ou emoção incidem sobre uma memória, a sua validade é então uma continuidade de algo que já ocorreu. Assim sendo a sua continuação apenas permanece se assim o desejarmos, a validade incide agora apenas num sentimento e numa emoção que se encontra retido dentro de si, fruto de um resultado que acontecera no passado. A importância de não ignorar, mas sim o aceitar, remete ao simples facto que você como VIDA que é, não está ignorando se a si mesmo, mas sim aceitando as coisas como elas são, e não como julga ou pensa serem.


A emoção o sentimento, podem ser provenientes de raiva, ódio, ciúme, inveja, desespero, angustia, etc. Todos eles são válidos, quer isto dizer que todos eles existem dentro de si, com uma razão apenas, o de despertar a Vida em “si”.
A emoção o sentimento quando relacionado com o passado, existe apenas para SER constatado, aceite e Observado, quando assim o fazemos, quer em forma de choro, gargalhada, ou solidão, a energia em forma de emoções e sentimentos é canalizado, desprendido, solto e livre, o desapego sucede-se e a identificação com um passado cessa, desobstruindo a energia estagnada em si, retomando e orientando assim o fluxo natural da VIDA.

A Vida é um fluxo contínuo, onde tudo é Novo e original, o velho pertence ao passado, e o novo pertence ao Presente momento. No preciso momento que lê estas palavras, a magia de uma Vida que nunca Pará, está constantemente revelando-se.

É nesta revelação que a Natureza das emoções e sentimentos, se contrariam, ora são provenientes de um passado, manifestado no Presente. Ou então fruto de um Presente que brota do momento. O Paradigma reside, na identificação com ambos, porque de facto ambos em tempos fizeram parte do todo, contudo só um realmente pertence á magia do novo, só um significa realmente Viver.

Todos eles são válidos pelo que valem, um mostra-nos o significado do velho, e o outro mostra-nos o significado do Presente. Um reside na prisão, no apego, e na identificação com algo que já passou, o outro reside na magia do Presente a essência de quem realmente somos.

A Vida é o todo, e só no Presente é possível a sua manifestação, tudo acontece no Presente quer seja um sentimento passado quer seja uma Emoção original do Presente, compete a si avaliar a natureza de ambos, e optar em qual deles quer viver.

A Emoção e o sentimento que floresce do momento Presente, como único original e divino, assemelha-se a gargalhada do filho, a carícia do parceiro, o canto de uma ave, o vislumbre de uma estrela cadente, o telefonema de um amigo, ou a simples contemplação sobre a Vida.
Em tudo podemos viver essa emoção esse sentimento, a abertura á Vida permite isso mesmo.

SER feliz, é SER um com o momento, onde tudo é novo e original.

PAZ

Um comentário:

CC disse...

:))

gostei da tua postagem..

sou estudante de psicologia e neste semestre tive que apresentar um trabalho sobre emoçao e sentimento...

contributo para o teu tema...
partilhando: emoçoes são instintos basicos, todos os animais as têm, fazem parte da nossa natureza primitiva, são irracionais, etc... e são medo, raiva, repulsa, alegria,surpresa, tristeza
os sentimentos surgem a partir das emoçoes que referi, mas são mais conscientes... resultam do vivencia em sociedade... e são amor, vergonha, inveja, e imensos outros...

ambos devem ser aceites e quando se tornam motivo de problemas, devemos aprender a geri-los, mas nunca bloquea-los ou anula-los , mas sim transforma-los, torna-los conscientes... fazem parte de nós e são formas de expressão de algo...